Seguindo o cronograma da maior feira da pecuária zebuína no mundo, os criadores interessados em inscrever animais na ExpoZebu 2019 já podem efetivar o processo. O prazo segue até o dia 19 de abril, entretanto, quem realizar antes, mais uma vez, contará com descontos.

Para as inscrições realizadas até o dia 8 de março, os valores serão de R$350,00 (associados) e R$700,00 (não associados) cada argola. Já de 9 de março a 5 de abril, os investimentos serão R$400,00 (associados) e R$800,00 (não associados). E de 6 a 19 de abril a inscrição passa para R$450,00 (associados) e R$900,00 (não associados). Vale ressaltar que, mais uma vez não houve reajuste, e os valores cobrados são os mesmos desde 2017.

Além dos descontos, os criadores que inscreverem os animais primeiro terão a possibilidade de escolher o pavilhão onde eles ficarão, obedecendo, claro, as regras estabelecidas pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), especialmente no que diz respeito à setorização das raças no Parque Fernando Costa.

As inscrições podem ser feitas pela internet. Ao acessar o link, o criador deve realizar o login e, em seguida, clicar em ‘Inscrições ExpoZebu ‘. Outras informações estão no regulamento da feira, disponível nas últimas páginas da edição 104 da Revista ABCZ e no site da entidade (www.abcz.org.br).

85ª ExpoZebu – A ExpoZebu 2019 será realizada de 27 de abril a 5 de maio, no Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG). Uma edição histórica está sendo preparada, para comemorar os 100 anos da ABCZ.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Com um novo evento em seu calendário 2019, o Grupo Adir inicia o ano realizando o Leilão Virtual Adir e Parceiros em 12 de fevereiro, às 21h (horário de Brasília). Com transmissão do Canal Rural, a oferta compreende sêmen, prenhezes e bezerras criadas nas fazendas do próprio grupo.

O Grupo Adir, comandado pelos criadores Adir do Carmo Leonel e seu filho Paulo Leonel, possui sólidas parcerias com grandes projetos pecuários, a exemplo da Fazenda Conforto. O maior confinamento do Brasil paga 25% acima da cotação tradicional da arroba do boi gordo por animais com genética Adir.

“Esse leilão é mais uma abertura criada para que nossos parceiros tenham acesso ao mercado. Eles também contam com todo nosso suporte de pós-venda”, garante o diretor Paulo Leonel. São parceiros no remate os criadores Álvaro da Costa Silva e Filho, Davi Correia de Freitas, Diógenes de Medeiros Brito, Eduardo Biagi, Jairo Queiroz Jorge, João Batista Carneiro Constâncio, José Maria Chaves e Otto Resende Vilela.

Financiamento Banco do Brasil – Os compradores do Leilão Adir & Parceiros poderão pagar com recursos do  Programa de Melhoramento Genético Banco do Brasil e Adir. O prazo é de até cinco anos para pagar. “O Banco do Brasil é o maior banco da América Latina e líder mundial em crédito para o agronegócio. Não podemos associar uma marca tão valiosa quanto à nossa a outra que não seja do porte do Grupo Adir”, frisa o diretor de Agronegócio do Banco do Brasil, Marco Túlio Moraes da Costa. Saiba mas em http://www.adirleonel.com.br

Fonte: Assessoria de Imprensa

A Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS) e o Consórcio Suíno Paulista (CSP) promovem no próximo dia 25 de fevereiro, em Campinas (SP), a primeira edição do “Workshop & Bate Papo – APCS | CSP” de 2019. O tema do encontro vai ser ‘A Suinocultura e o Meio Ambiente’ e vai ser discutido por gerentes, encarregados e donos de granjas filiadas à APCS.

A recepção dos participantes vai começar às oito horas da manhã. Na sequência, ocorrem as quatro palestras. Amanda de Oliveira, da Agroceres; Reinaldo da Costa Botelho, da Korin; Geraldo Tetsutaro Shukuri, da DB Genética Suína, e Israel José da Silva, da Ourofino Saúde Animal.

A partir do meio dia, vai ser realizado o almoço especial com pratos feitos à base de carne suína. À tarde, a APCS promove o bate papo com os gerentes das granjas participantes, até às três e meia.

Quem desejar mais informações deve entrar em contato a APCS pelo telefone (19) 3651 1233, e-mail apcs@apcs.com.br, site www.apcs.com.br, facebook (/suinopaulista) ou twitter (@suinopaulista).

O primeiro “Workshop & Bate Papo – APCS/CSP” vai ser realizado no Hotel Premium, na Rua Novotel, número 931, no Jardim Nova Aparecida, em Campinas.

“O empresário rural bem informado, que debate seus desafios, discute os problemas da cadeia produtiva em que estão inseridos e se preocupa em capacitar seus principais colaboradores é um criador mais poderoso. Que alcança mais rápido margens superiores, domina melhor o ambiente de negócios de seu segmento. É esse um dos objetivos principais da APCS. Buscar o conhecimento juntos. Pensar em Produção, Produtividade, Sustentabilidade e, primordialmente, em meio ambiente. Somos responsáveis em colocar alimento de qualidade na mesa dos brasileiros. Por isto alcançamos o status de ganhar o selo ‘Suíno Paulista – Produto de São Paulo’. Pois você, criador, faça a inscrição e venha participar do início demais uma caminhada neste ano”, convoca o presidente da APCS, Valdomiro Ferreira Junior.

Fonte: APCS

A Diretoria da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) decidiu em sua última reunião mudar a estratificação classificatória dos animais no Programa de Melhoramento Genético do Zebu (PMGZ). A partir das avaliações genéticas deste ano o percentil (TOP) será suprimido e os animais passarão a ser agrupados em DECAS de 1 a 10.

Na nova classificação, a DECA 1 agrupa o conjunto dos 10% melhores animais avaliados; a DECA 2, aqueles entre 11 e 20%, e assim sucessivamente até a DECA 10, que inclui os 10%  de animais com as piores avaliações. A medida se aplica a todas as características do PMGZ, assim como ao índice ABCZ (iABCZ).

A decisão visa estimular a consideração de um universo mais amplo de animais, com possibilidade de utilização em acasalamentos, contribuindo para a manutenção da variabilidade genética e consequente redução do aumento da endogamia (consanguinidade) nos rebanhos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Homenagens, confraternização, premiação, curso de cortes suínos e carne da melhor qualidade. Estas foram as marcas do Clube do Leitão, organizado pela Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS) e pelo Consórcio Suíno Paulista (CSP), com apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), todos parceiros do Grupo Publique, em Campinas (SP).

E o programa Fala Carlão desta quinta-feira, dia 31 de janeiro, vai mostrar tudo para você, a partir das oito e meia da noite. Curso de Cortes do especialista Marcos Bisinella, do Instituto Tecnológico de Campinas (ITAL), palestras, entrega do Troféu Arnaldo Jardim a José Geraldo de Faria, o colaborador com maior tempo de atividade em uma granja, show de humor de Marcus Cirillo e um almoço com pratos feitos à base de carne suína.

A equipe do programa Fala Carlão acompanhou tudo e gravou várias entrevistas com muitas informações sobre a cadeia produtiva da carne suína brasileira, a quarta maior do planeta em produção e exportação. Acompanhe tudo. Canal Rural, nesta quinta- feira, a partir das oito e meia da noite.

 

Com parceiros em vários países da AL, o laboratório brasileiro Cenatte Embriões iniciou pelo México o calendário de visitas de supervisão de 2019. A medida visa a garantir que a transferência de tecnologia esteja beneficiando os pecuaristas das nações que mantêm acordos internacionais.

O Brasil é um dos maiores produtores de embriões bovinos, sendo responsável por mais de 353 mil embriões dos 612 mil produzidos mundialmente. Desde 2006, o País experimenta um crescimento de 28% no número de embriões de FIV (Fertilização in Vitro) e estima-se que o crescimento médio anual esteja em torno de 5% a 7%. Países como Argentina, Costa Rica, México e Paraguai importaram a tecnologia e o know-how brasileiro para atender aos seus crescentes mercados internos de embriões.

De acordo com o diretor geral do laboratório mexicano RGA (Reprodução Genética Avançada), Alberto Riaño Gaya, o uso da técnica de FIV tem aumentado nos últimos anos no México e a expectativa para 2019 é ampliar em 30% a produção de embriões. “O projeto de expansão está sendo possível porque firmamos uma parceria, em 2017, com o laboratório brasileiro Cenatte Embriões, para a utilização de seu know-how e das mais avançadas técnicas de superovulação, coleta, transferência de embriões, congelamento, aspiração folicular e FIV”, fala Gaya.

Para atingir o crescimento estimado para 2019, o laboratório mexicano, que está localizado em Vera Cruz, pretende ampliar o foco de atuação (hoje, 80% dedicado às raças de corte), passando a produzir também embriões de raças leiteiras, dentre elas Gir, Girolando, Jersey e Pardo-Suíço. Nas duas últimas semanas de janeiro, a unidade recebeu a visita do responsável pelas Parcerias Comerciais do Cenatte Embriões, Cristiano Macedo, que realizou, ao longo do período, uma avaliação completa dos processos internos do laboratório mexicano, para propor possíveis melhorias.

“Esta é uma forma de garantirmos que a transferência de tecnologia brasileira esteja ocorrendo dentro dos padrões de qualidade do Cenatte e que o parceiro mexicano alcance uma produção sustentável de embriões, levando para o pecuarista os melhores resultados em avanço genético. O México caminha hoje para ser um dos maiores parceiros internacionais do Cenatte”, destaca Cristiano, que retornou ao Brasil nesta semana.

No primeiro ano de parceria, foram produzidos aproximadamente 4.000 embriões in vitro. “Esperamos seguir crescendo no México com a orientação técnica do Cenatte”, afirma o diretor do RGA. O laboratório já passou por duas visitas de supervisão feitas pelo Cenatte. Esse mesmo procedimento será realizado em 2019 nos laboratórios parceiros localizados na Argentina, Costa Rica e Paraguai. A expectativa do Cenatte é ampliar as parcerias internacionais na América Latina em 2019. A empresa atua desde 1985 no Brasil e é considerada uma das maiores do mundo no setor de transferência de embriões.

FIV avança no Brasil – A “exportação” do know-how brasileiro para a produção de embriões é crescente e a expectativa é de que, em 2019, o uso da FIV também expanda pelo País. “O potencial do mercado de FIV é enorme e, para um mercado em expansão como o brasileiro, as possibilidades são muitas.

A técnica permite inúmeras vantagens ao produtor, como um grande número de embriões produzidos de uma mesma doadora, intervalo reduzido entre as coletas, maior qualidade genética do embrião, aumento da produtividade dos animais através da escolha dos acasalamentos e aumento na proporção de nascimento de fêmeas ou machos, de acordo com a necessidade do cliente e o aproveitamento de animais muito jovens ou mais velhos que não seriam utilizados naturalmente para a prenhez.

Nosso país é dono do maior rebanho comercial bovino do mundo e o investimento em novas tecnologias para melhoramento bovino é essencial nesse processo de crescimento”, destaca a doutora Thaís Alves Rodrigues, responsável pelo setor de Pesquisa e Desenvolvimento do Cenatte Embriões.

 

 

 

 

A cada ano, a pecuária vem ganhando mais espaço dentro do Show Rural Coopavel, um dos principais eventos do calendário agropecuário nacional. Na 31ª edição, agendada para o período de 4 a 8 de fevereiro, em Cascavel/PR, estarão expostos cerca de 400 animais de 16 raças bovinas, dentre elas a Senepol, cujo uso na pecuária de corte vem crescendo significativamente no Brasil por apresentar alto desempenho na produção de carne.

Este será o segundo ano de participação da raça no evento e a expectativa é receber um grande número de visitantes no pavilhão do Senepol. Estarão expostos touros e doadores com bezerro ao pé. De acordo com o pecuarista Sadi Isper Filho, também haverá venda de touro Senepol durante o shopping de animais da feira. “O produtor que vai à Show Rural Coopavel está em busca de bons negócios e de informação técnica sobre novas tecnologias dentro da pecuária. No caso do Senepol, vamos apresentar todas as inovações que vêm sendo realizadas para tornar a raça cada vez mais eficiente e rentável, possibilitando ao pecuarista produzir de forma sustentável”, explica Sadi que, junto com o criador Adilson Reich, seleciona a raça no criatório Senepol Luar, localizado em Santa Mariana/PR. Eles representarão a Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol) no evento.

Como o Show Rural Coopavel deve receber comitivas do Japão, de países da América do Sul, da Austrália e caravanas de diversos estados brasileiros, Sadi acredita que será uma importante vitrine para o Senepol, já que o Brasil é referência mundial na seleção da raça. A ABCB Senepol vem incorporando várias tecnologias ao Programa de Melhoramento Genético da Raça Senepol (PMGS), como, por exemplo, a seleção genômica e a certificação da carne.

Selecionado desde 2000 no Brasil, o Senepol tem como diferenciais a capacidade dos touros em cobrir a vacada a campo, mesmo em regiões mais quentes, e o alto grau de heterose em cruzamentos com outras raças, resultando em maior velocidade de ganho de peso, menor tempo de abate e bezerros mais pesados à desmama.

Sobre a ABCB Senepol – A ABCB Senepol é a entidade delegada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) no Brasil para a execução do Serviço de Registro Genealógico da raça Senepol. A associação também conta com o Programa de Melhoramento Genético do Senepol (PMGS), composto por quatro pilares: Registro Genealógico, Provas Zootécnicas, Melhoramento Genético e Genômica. Referência mundial em seleção da raça, reúne cerca de 600 associados em todo o País. Informações: www.senepol.org.br

 

As equipes do Grupo Publique estão firmes na estrada produzindo matérias e fazendo contatos com todos os elos do Agronegócio brasileiro. Reunião com os amigos Cadu Novaes e Plauto Demétrio, em São Paulo. Encontro no Canal Rural com os parceiros Adriano Rúbio e Julio Cargnino. Visita à Carpa Serrana, do irmão Duda Biagi, em Serrana (SP). Reportagens em Ribeirão Preto para a Revista AgroRevenda. E muito mais.

 

Quer saber o que vai ocorrer com o mercado do boi vivo, o preço da arroba e tudo o que envolve a Pecuária do Brasil? Basta acompanhar o Fala Carlão que conversou com Sérgio Przepiorka, proprietário do Boitel Chaparral, que participou do Dia de Campo BCA, Burgi Consultoria Agropecuária, na Fazenda Santa Helena, em Quintana (SP).

Ele analisou as perspectivas para o boi em 2019. Acompanhe a boa prosa, gravada com exclusividade para o Fala Carlão, durante o evento na Fazenda da Agropecuária Irmãos Gonçalves.

O programa Fala Carlão do Canal Rural desta terça-feira, dia 29, vai mostrar a nova diretoria da Associação dos Criadores da Raça Jersey do Brasil. Desde 2013, a associação vinha sendo presidida pelo pecuarista Marcelo de Paula Xavier. Que agora foi substituído pelo ex-vice-presidente nacional da entidade, Nelci Pedroso Mainardes.

Durante as duas gestões à frente da Associação dos Criadores da Raça Jersey do Brasil, Marcelo Xavier investiu na modernização dos serviços prestados aos associados.

Criador de Jersey em Castro (PR) há quase 20 anos, o presidente eleito Nelci Pedroso Mainardes pretende consolidar o trabalho desenvolvido pela gestão anterior, investindo no fomento e no marketing da raça. O Fala Carlão começa às oito e meia da noite. Canal Rural, fique ligado!