Cesar Adams Cezar eleito para a ‘Charolês’

Em assembleia geral ordinária realizada na segunda-feira, 24 de agosto de 2020, os associados da Associação Brasileira de Criadores de Charolês (ABCC), elegeram e empossaram a diretoria que conduzirá a entidade no biênio de 2020-2022. A chapa única, liderada pelo Médico Veterinário Cesar Adam Cezar, titular da tradicional Cabanha Cezar, de Vacaria/RS, foi aprovada por todos os associados participantes, representantes dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Natural de Porto Alegre/RS, Cesar já exerceu a função no mandato de 2000-2002, assim como seu pai, Cezar Jacques Cezar, que conduziu a associação no biênio 1980-1982. Integrante do quadro técnico da raça desde 1988, “Cesinha”, como é carinhosamente conhecido, foi eleito também, presidente da Federação Internacional do Charolês no biênio 2004 a 2006, além de já ter atuado como jurado em várias exposições.

Por diversas vezes cumprimentada pelos associados durante a assembleia, a agora ex-presidente, Rosalina Ribas Gonzales, agradeceu a todos os criadores e sua equipe pelo apoio em seus dois anos de gestão (2018-2020), marcada pelo crescimento nas ações de fomento e comunicação, bem como, pelo estreitamento do relacionamento com a Embrapa Pecuária Sul, onde estão sendo realizadas anualmente, as provas de avaliação a campo (PAC) e (CAR). Ao fim da reunião, em seu primeiro pronunciamento, Cesar Adams Cezar agradeceu e parabenizou Rosalina por todas as ações realizadas. “Nossa ex-presidente Rosalina realizou um valoroso trabalho ao longo desses dois anos, cumprindo a tradição de nossa associação de ter grandes presidentas em sua história, a exemplo da Sra. Lady Kurtz de Oliveira (1968-1976) que pode ser considerada a matriarca da ABCC, tendo cumprido fielmente esse papel e trazendo grandes avanços ao Charolês” relatou.

Embalada pela valorização nos animais comercializados nos leilões de 2019 e do primeiro semestre deste ano, como também, pela crescente demanda de terneiros para exportação, a raça Charolesa demonstra viver um período de crescimento e expansão, com a confirmação de suas qualidades observadas nos rebanhos puros e nos cruzamentos. É diante deste cenário, que a nova diretoria projeta suas ações.

“A raça vem nos entregando dados e resultados fantásticos ao longo dos anos, além de muitos recordes. Nós como criadores, temos a obrigação de captar essa mensagem e potencializarmos esse grande momento para a raça, divulgando estes resultados da porteira para fora” proferiu Cesar. Segundo ele, uma das características da nova diretoria é a renovação, com a participação de novos integrantes e jovens entusiastas do Charolês. “Desde que me propus a este desafio, esse foi um dos meus compromissos. Me propus a fazer esta renovação junto com todos, pensando no futuro da raça, pois entendo que é o momento de aliarmos a experiência com estes novos nomes que estão chegando para somar” explicou. César ainda enfatizou a relevância da associação para o Charolês.

“A ABCC é importantíssima para a raça e espero que com a participação de cada um, possamos construir o todo. A união é fundamental para que nossa mensagem chegue ao maior número de produtores brasileiros, pois sabemos da evolução da nossa raça. Só tenho a agradecer a todos os membros de nossa diretoria, que aceitaram o nosso convite e que irão nos acompanhar nessa caminhada nos próximos dois anos” salientou. Visivelmente motivado, o novo presidente concluiu o seu pronunciamento descrevendo o envolvimento de sua família. “O Charolês faz parte da minha vida. Faz parte da vida da nossa família há mais de 80 anos, onde já temos a 4ª geração trabalhando. Tenho certeza, que juntos teremos condições de fazer um grande trabalho” finalizou.

Em sua primeira gestão (2000-2002), Cesar Adams Cesar buscou fortificar e unificar a raça nacionalmente, promovendo uma ampliação do número de estados com mostras oficiais, entre elas, a exposição nacional de 2001 em Campo Grande/MS e em 2002 em Belo Horizonte/MG. Sua atuação como presidente ficou marcada também pela criação do ranking nacional da raça e do calendário nacional de eventos, incluindo leilões, ciclos de palestras, dias de campo, reciclagens e atualizações técnicas.

Na área de marketing, destacou-se a criação do “Informe Charolês”, com notícias mensais durante 24 meses em revistas e jornais especializados, além da atualização da página do charolês na internet, com criação de uma loja virtual. Ainda na sua gestão, foi confirmada a realização do Congresso Mundial de Charolês no Brasil, realizado mais tarde (em 2004), após participação da delegação brasileira no México em 2002. Outro fato marcante de seu primeiro período frente à ABCC, foi a proposta para a regulamentação do registro PO de animais Charolês de origem americana e canadense.