Sítio Rio Negro e Fazendas Sant’anna criam Central

Uma tarde de terça-feira com sol, céu azul, boa prosa e picanha da melhor qualidade, direto de Porangaba(SP) para a churrasqueira da Fazendas Sant’anna, em Uberaba (MG). E totalmente preparada pelo Carlão da Publique, CEO e Publisher do Grupo Publique. Uma homenagem aos amigos e parceiros Plauto e Micaela Demétrio, do Sítio Rio Negro, que se uniram à Fazendas Sant’anna e ao empresário Jovelino Mineiro e lançaram nesta segunda-feira, dia 20, o projeto de criação de uma Central de Inseminação Artificial para produção e exportação de embriões de raças zebuínas para diversos países. O empreendimento foi apresentado no Parque Fernando Costa, na segunda-feira, durante a ExpoGenética 2018, e reuniu pecuaristas de todo o Brasil e vários países da América Latina.

No dia seguinte ao lançamento, o churrasco do Carlão para Plauto e  Micaela ainda reuniu profissionais que devem integrar o projeto da nova Central, como Eduardo Muniz de Lima, o “Mineiro”, médico veterinário e diretor da Minerembryo, central de receptoras responsável por sete mil animais e pela transferência de 158 mil embriões em dezoito anos de atividades. Eros Gazzinelli, diretor do Grupo Genética Brasil. Ele faz parte de um time de três criadores que deve se integrar ao novo projeto com trinta doadoras superpreparadas da raça Guzerá. Dorival Antonio Cavalheiro Jacomassi, o “Dori”, médico veterinário e sócio da Origem Embriões, empresa especializada na venda de tecnologia de culturas para laboratórios de fertilização. E Carlos Hernandez, da Ganaderia El Tesouro, da Colômbia, criatório que trabalha com as raças Brahmam, Guzerá, Nelore Pintado e Girolando. Um negócio que investiu na compra de uma central brasileira de produção genética há cinco anos e agora pode aliar-se à Rio Negro – Fazendas Sant’anna para comercializar embriões no país vizinho.

“É uma parceria histórica, um casamento ideal. A estrutura da Sant’anna, uma propriedade que foi pioneira em obter a certificação de Boas Práticas ISO 14.001 e tem uma localização privilegiada. Com nosso histórico de trabalhar com fertilização para acelerar a seleção e o melhoramento de raças. Olhamos o mercado de exportação de embriões com bastante otimismo e queremos obter a certificação internacional em um ano. O Brasil já tem uma tradição internacional no segmento de transferência de embriões e fertilização in vitro (FIV). E a tecnologia é um caminho sem volta para a Pecuária eficiente, como arma de produtividade ao acelerar o melhoramento dos rebanhos de corte e leite”, arrematou Plauto Demétrio , que vai comandar o trabalho em Uberaba.