Semex estima crescer 30% e contrata novo Gerente

A Gerência de Mercado da empresa passa a ser coordenada pelo zootecnista Daniel Schwahofer de Carvalho.

O mercado de genética bovina, que vem registrando crescimento nas vendas de sêmen nos últimos anos e ultrapassou 15 milhões de doses comercializadas em 2018, deve seguir essa tendência em 2019. Na Semex Brasil, uma das maiores centrais de inseminação do País, a meta é crescer 30% neste ano. “O mercado reagiu bem no segundo semestre de 2018, especialmente nas raças de corte. Tivemos um crescimento de 30,30% no segundo semestre, em comparação com o mesmo período de 2017. A expectativa é de que 2019 seja um ano ainda melhor, caso a economia do País volte a crescer”, destaca o diretor presidente da Semex Brasil, Nelson Ziehlsdorff.

Segundo ele, entre as ações estabelecidas para atingir esse índice de crescimento, estão um maior investimento em novas soluções tecnológicas para o produtor rural e a ampliação da equipe técnica. A partir deste mês de fevereiro, a Gerência de Mercado do Grupo Semex passa a ser conduzida pelo zootecnista Daniel Schwahofer de Carvalho, que conta com uma vasta experiência no setor. “Acredito que o foco no cliente, na valorização das pessoas acima de tudo, e os conhecimentos que adquiri sobre a cadeia produtiva como um todo e sobre o comportamento de mercado e as necessidades dos pecuaristas poderão gerar valor para os clientes da Semex e para a corporação. Não precisamos inventar nada, apenas acompanhar e compreender as necessidades de nossos clientes, para entregar as soluções necessárias e fazê-los produzir mais e melhor. A Semex possui um arsenal de ferramentas para isso, além de, principalmente, pessoas comprometidas com essa causa”, assegura Daniel, que é formado em Zootecnia pela Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo e tem Pós-graduação em Marketing pela Faculdade de Economia e Administração de Ribeirão Preto da USP.

O novo Gerente de Mercado coordenará prospecções de vendas para três empresas do Grupo Semex: a Tairana (que atua no segmento de coleta e processamento de sêmen), o Cenatte (que atua no segmento de embriões) e a Semex Brasil (Central de inseminação artificial). Segundo Daniel, no caso da Tairana, o trabalho terá como objetivo atender o fornecedor de genética e parceiro, com excelência e qualidade, garantindo a integridade e o cuidado com seu maior ativo, que é o touro. “Com o Cenatte, vamos buscar um trabalho aliado ao uso da genética Semex. Temos condições de segmentar o processo produtivo dentro das propriedades, ‘ranqueando’ e multiplicando o que realmente deve ser melhorado e, também, ‘escalando’ o que deve ser produzido de maneira uniforme e homogênea”, explica.

De acordo com o diretor presidente do Grupo Semex, a entrada de Daniel Schwahofer de Carvalho para a equipe faz parte do planejamento estratégico para ampliar a participação da corporação no mercado de inseminação artificial, especialmente no corte. “Ele atuará juntamente com toda equipe de campo da Semex para fomentar e desenvolver a qualidade dos produtos. Em 2018, o mercado de genética nacional vendeu mais de 9,5 milhões de doses das raças de corte, o que realmente assegura e chancela o nosso planejamento em trabalhar com mais afinco e dedicação nesse segmento que tanto cresce no Brasil. O Daniel vem para somar nesse trabalho do Grupo Semex, capacitando a equipe e gerando os melhores serviços, programas e produtos”, assegura Nelson.

O zootecnista terá a seu favor o amplo conhecimento do mercado pecuário conquistado ao longo de sua carreira. Começou como trainee na Agropecuária Jacarezinho, em Valparaíso/SP, um dos maiores projetos pecuários do País e, depois, atuou em diversas áreas da empresa, como nutrição de bovinos de corte, melhoramento genético, marketing e comercial. Recentemente, atuava no segmento de genética com foco em pecuária leiteira e exportação. “Estou em uma fase de busca por novos desafios e a vinda para o Grupo Semex está ocorrendo em um momento muito oportuno e de grandes possibilidades para a pecuária nacional. Os novos desafios me motivam e me fazem querer ir mais longe junto da companhia, com muito entusiasmo e vontade de produzir. Tudo isso aliado a uma grande expectativa em relação ao projeto de aceleração da empresa que mais cresce no setor no Brasil”, conclui Daniel Schwahofer de Carvalho.