Genética Aditiva comemora Mega Leilão

333 touros vendidos e REM Formoso, maior MGTe da Consulta Pública da ANCP, valorizado em R$ 492.000,00

Cem por cento de liquidez, com 333 touros Nelore, com RGD e avaliados Top de 0,1 a 5%, vendidos ao preço médio de R$ 13.777,00 para 99 compradores de 16 estados brasileiros, sendo o Mato Grosso do Sul o recordista em compras. Esse foi o resultado obtido pela Genética Aditiva no seu 15º Mega Leilão, realizado no último sábado, dia 4 de agosto, em Campo Grande (MS), no Terra Nova Eventos.

Com média 10% superior em relação à edição do ano passado, o Mega Leilão Genética Aditiva & Convidados 2018 teve como destaques os lotes 1001/REM FORMOSO, maior MGTe da Consulta Pública da ANCP, valorizado em R$ 492.000,00, e 1002/REM FORRO, valorizado em R$ 240.000,00, ambos em coleta na Alta Genetics, além do 1003/REM FORMEIRO, valorizado em R$ 102.000,00 e já na mira das centrais. “Tivemos, ainda, uma grata surpresa com o lote 84/REM Faixa Preta. Os representantes da Alta Genetics viram o animal, gostaram, contrataram e compraram o touro, que foi valorizado em R$208.000,00”, informa Cynthia Vieira, gerente comercial da Genética Aditiva.

“Ficamos muito felizes com a casa cheia com criadores de peso. O resultado do leilão vem de um trabalho de longo prazo feito pela Genética Aditiva. Junto com outros grandes criadores do Brasil, estamos trabalhando em prol da melhoria do rebanho nacional. Com certeza, o Brasil vai ser o principal player mundial em quantidade e em carne de qualidade. Estamos fazendo parte de um grande grupo que vai levar o Brasil para o pódio”, disse o diretor da Genética Aditiva, Eduardo Coelho.

Também na opinião da Dra. Roberta Gestal, zootecnista da Melhora+ e consultora da Genética Aditiva, o evento foi um sucesso. “Teve qualidade do começo ao fim. O leilão foi desenhado em cima da safra de 2016, que era muito rica geneticamente. Tivemos pais de diversos touros destaques da pecuária e quem liderou foi o REM Caballero, recordista do Mega Leilão em 2015. Ele quebrou alguns paradigmas, porque não é um touro que expressa a beleza racial, e aconteceu uma fatalidade, porque perdeu a vassoura da cauda. Mas foi comercializado dessa forma porque acreditava-se em seu potencial genético. E ele mostrou a força da genética, do melhoramento e, nesse ano, tivemos a venda da primeira safra dele também no Mega Leilão”, observou.

Presente ao evento, Luiz Tavares, gerente comercial da Hora Höfig Ramos, sócio da Genética Aditiva no REM Armador, disse estar no leilão para acompanhar o trabalho de ponta da empresa na pecuária. “Viemos aqui para aprender”, explicou, ao lado de Zeca Romanelli, da Panambi Agropecuária, de Terenos (MS), que concordou com a opinião do amigo. “Como disse o Luiz, viemos aprender um pouco mais sobre o melhoramento genético que, a cada dia que passa, está evoluindo muito com as novas tecnologias.”

“Hoje, a Genética Aditiva é indiscutivelmente líder no mercado desse gado avaliado. A pecuária tradicional não paga mais as contas do pecuarista. É preciso medir e melhorar o rebanho constantemente. E é isso que temos feito. E o cliente que adquirir um reprodutor nosso estará levando todo esse trabalho de cerca de 30 anos que a gente vem fazendo com muito critério, com muito carinho, para oferecer ao nosso cliente um animal que realmente vai incrementar o lucro da sua fazenda”, salientou Jerônimo Machado, da J. Machado, parceira da Genética Aditiva. “A estação de monta já está chegando e é hora de adquirir os reprodutores”, avisou.

Outro parceiro da empresa, Claudio Zotesso, da Fazenda São Judas Tadeu, também elogiou a qualidade do leilão. “Independentemente da crise, vamos fazer esse país crescer, porque a pecuária é forte. E isso pode ser visto aqui com a qualidade dos animais. Se alguém quiser montar uma central só com os touros que estão sendo ofertados hoje, basta escolher o local. A tourada está aqui”, sentenciou.

Sobre a Genética Aditiva – Com mais de 30 anos de seleção, a Genética Aditiva é a maior fornecedora de genética bovina do País, com um rebanho de 6.200 cabeças e, aproximadamente, 3.000 matrizes em reprodução. Tem seus animais avaliados por três diferentes programas de melhoramento: Geneplus, ANCP e PMGZ. E um rigor no sistema de seleção que vem garantindo os primeiros lugares nos sumários de touros dos programas de que participa, além de reconhecimentos como o Prêmio “As Melhores da Dinheiro Rural”, na Categoria Genética Nelore. O rebanho da Genética Aditiva fica concentrado em propriedades de Mato Grosso do Sul. Além da raça Nelore, a empresa atua com excelência na seleção de Gir Leiteiro, Girolando e Cavalo Crioulo.