Encontro das Cooperativas debate eventos

Um dos temas mais em evidência no Brasil é o agronegócio, pela representatividade na balança comercial do país, pelos empregos diretos e indiretos, pelo resultado final que beneficia toda a população do país com o alimento na mesa. E por isso que o assunto: “Importância das grandes feiras promovidas pelas cooperativas para o agronegócio” também ganha destaque na programação do Encontro Nacional das Cooperativas Agropecuárias (ENCA), que será realizado dias 4 e 5 de junho, em Campinas (SP). O tema será abordado em um painel conduzido pelos presidentes do Cotrijal, Nei César Mânica, da Coopavel, Dilvo Grolli e da Copercampos, Luiz Carlos Chiocca.

Chiocca conta que há mais de 24 anos realiza o Dia de Campo Copercampos e devido à abrangência que o evento atingiu nos últimos anos mudaram o nome para Show Tecnológico Copercampos, evento catarinense que apresenta a mais alta tecnologia disponível no agronegócio. “No Enca, vamos contar sobre este grande evento que reúne pesquisadores e produtores rurais dos estados brasileiros e também do exterior, assim como a importância deste centro de conhecimentos que busca debater os principais temas da agricultura brasileira, transformando desafios e necessidades em oportunidades para elevar a produtividade e a sustentabilidade das propriedades rurais”, diz.

Ao falar de tantos encontros, o presidente da Copercampos reafirma a força do agronegócio e a sua importância no desenvolvimento econômico do país. “Todos nós, dia após dia, buscamos formas de torná-lo ainda mais sólido e próspero. Acreditamos que através de encontros como este, e mantendo sempre os princípios do cooperativismo e a tecnologia ao nosso favor, podemos elevar ainda mais o sucesso do agronegócio”, enfatiza.

No Rio Grande do Sul, outro evento que também tem contribuído para o crescimento do homem do campo é o Expodireto Cotrijal, que acontece no início de março e chegou à 20ª edição. O presidente da Cotrijal, Nei César Manica, conta que nos cinco dias de evento participaram mais de 70 países dos cinco continentes, as principais empresas de máquinas, equipamentos, produção vegetal e animal, pequena propriedade, agroindústria familiar e meio ambiente. “A Expodireto é totalmente business. Esse ano passamos de R$ 2,4 bilhões em negócios, principalmente venda de máquinas. Passaram pela feira mais de 265 mil pessoas, em busca informação de tecnologia. Tivemos eventos nacionais da soja, milho, leite, para jovens e mulheres. São eventos que discutem a necessidade do setor produtivo do Brasil”.

A Cotrijal tem 7.700 associados e atua em 32 municípios e conta com 56 unidades de recebimento. “A Cotrijal é a maior cooperativa do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil. Estar à frente da Cotrijal é gratificante e desafiante porque temos políticas agrícolas em longo prazo e dependemos de mercado de câmbio e das intempéries. Acreditamos que produzir alimento é uma missão nobre e a cooperativa tem a função de fazer parte da economia, mas também do social. As feiras têm uma importância grande para o setor produtivo e a presença dos produtores, entidades, federações e instituições ligadas ao agronegócio têm parcela dentro Expodireto, porque é pelas organizações que vamos fortalecer o agronegócio brasileiro em tecnologia, inovação, busca de crédito, seguros agrícolas e políticas públicas”, explica.

Também participará do painel a ‘Importância das grandes feiras promovidas pelas cooperativas para o agronegócio’, a Cooperativa Agroindustrial de Cascavel (Coopavel), que atua em 17 municípios das regiões Oeste e Sudoeste do Paraná. Com 5,5 mil cooperados e 5,2 mil colaboradores opera com sementes, fertilizantes, rações e carnes. Para disseminar tecnologias e inovações para o campo do mundo, há 30 anos promove um dos três maiores eventos nestas duas áreas. E é o case desse evento que o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli apresentará no Enca. “Reunimos na 31ª edição do Show Rural Coopavel 520 expositores e mais de 288 mil visitantes. O Show Rural Coopavel tem por finalidade mostrar tecnologias para os produtores rurais, principalmente aos pequenos para que possam alavancar a produtividade por meio da sustentabilidade e da preservação ambiental”, afirma Grolli.

Encontro Nacional das Cooperativas Agropecuárias – Sobre o Enca, o presidente da Cotrijal, Nei César Manica, disse que é um evento de extrema importância. “Uma oportunidade para os dirigentes e produtores de entidades se atualizarem e receberem informações sobre o que tem de melhor em mercado, tecnologia e inovação”, enfatiza.

Para o presidente da Copercampos, Luiz Carlos Chiocca, através de iniciativas como o ENCA é possível desenvolver novas parcerias e criar vínculos de negócios que ajudem no desenvolvimento do agro. “Todos nós buscamos trabalhar em prol de um mesmo objetivo, compartilhando experiências e bons resultados e, desta forma, ampliar e valorizar o agronegócio e todos que fazem parte deste grande sistema. O debate de temas tão relevantes como o da programação deve estar sempre em pauta, para que sejam criadas estratégias que auxiliem nas gestões das cooperativas e no desenvolvimento do agronegócio”, avalia. Mais informações pelo site www.gpoconecta.com.br ou pelos telefones (34) 9.9947-0005 e (34) 3227-4286.