Carlão acompanha o enorme sucesso do 11º Leilão Touros Terra Boa

O presidente do Grupo Publique Carlos Alberto da Silva, o Carlão, foi até Guararapes (SP) para acompanhar o enorme sucesso do 11º Leilão Touros Terra Boa.

O destaque desta edição ficou para o preço das fêmeas com média de R$ 9.600,00 para as da raça Brangus e R$9.700,00 para as Nelore. Os touros Brangus saíram por R$ 14.600,00, em média, enquanto os da raça Nelore por R$10.800,00 em média.

O Grupo Publique novamente foi responsável pela divulgação e marketing do Leilão Touros Terra Boa.

“É um orgulho para nós ser a empresa de comunicação do evento e os resultados atestam a efetividade do trabalho que fizemos juntos”, destaca Carlão.

O proprietário da Terra Boa, José Luiz Niemeyer dos Santos, destacou a presença de compradores de diversas regiões do país e apresentou alguns animais em mais uma edição do Fala Carlão!. Acompanhe aqui.

Na sequência, o leiloeiro Lourenço Miguel Campo, da Central Leilões, detalhou a oferta dos animais ofertados. Assista aqui.

José Luiz Niemeyer, filho do proprietário, destacou que a Terra Boa desenvolve a atividade pecuária (melhoramento genético e pecuária de corte) com base nos pilares da sustentabilidade. Professor e coordenador do curso de Relações Internacionais do IBMEC- RJ, ele lembrou, também, que a fazenda é modelo nas relações trabalhistas. Veja aqui.

O pecuarista e presidente da Associação Brasileira de Criadores de Zebuínos (ABCZ), Arnaldo Machado Borges, enumerou as ações desenvolvidas à frente da entidade, detalhou os próximos passos do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos e os eventos que serão promovidos, como a ExpoGenética. Assista a entrevista pelo link.

Sobre a Fazenda Terra Boa

A Fazenda Terra Boa, do criador José Luiz Niemeyer dos Santos já tem mais de 50 anos de história na pecuária nacional. Para ofertar reprodutores, matrizes, tourinhos, prenhezes e embriões com a qualidade que o mercado merece, utiliza os mais modernos recursos e tecnologias.

Desde 1948, a Terra Boa desenvolve a atividade pecuária (melhoramento genético e pecuária de corte) com base nos pilares da sustentabilidade. Em 1958, ganhou o troféu “fazenda conservacionista do Estado de São Paulo”, outorgado pela Secretaria Estadual de Agricultura, devido à aplicação de boas práticas agropecuárias conhecidas na época.

Em 1972, já utilizava a técnica de inseminação artificial. Em 1984, o touro Osíris Terra Boa ganhou o título de Grande Campeão nas mais importantes feiras agropecuárias do Brasil, a Expozebu e a Expoinel. Em 1992, ingressou no PMGRN (Programa de Melhoramento Genético da Raça Nelore).Mais uma demonstração de seu pioneirismo, pois o programa da ANCP (Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores) tinha apenas 4 anos na época. Em 2004, foi a primeira fazenda brasileira a obter a certificação ISO 14001. Três anos depois, a Global Gap de Práticas Agropecuárias. Em 2014, se destacou como a campeã das campeãs do Prêmio Fazenda Sustentável,iniciativa da revista Globo Rural. Conquistou o prêmio máximo do projeto e também foi escolhida na categoria bovinocultura de corte.