ASBIA apresenta a Blairo Maggi projeto de fomento à IA

O presidente da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ASBIA), Sérgio Saud, apresentou ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, um projeto de fomento para viabilizar o uso da inseminação artificial na pecuária brasileira. Durante o encontro, ocorrido na última quarta-feira (12/07), em Brasília/DF, Saud mostrou dados fornecidos pelo professor da USP Pietro Baruselli que comprovam o aumento da rentabilidade econômica nas fazendas que utilizam a IATF (Inseminação Artificial por Tempo Fixo). A técnica impacta diretamente no número de bezerros nascidos ao final da estação de monta, elevando em 8% o total de animais. Além disso, no momento da venda, o produtor recebe um preço melhor pelos bezerros oriundos de IATF, já que eles chegam à fase da desmama mais pesados do que aqueles nascidos de monta natural.

Atualmente, a inseminação artificial é aplicada em 12% das fêmeas bovinas em idade reprodutiva no país, mas a ASBIA trabalha para ampliar esse índice em pelo menos quatro pontos percentuais nos próximos anos.  Em 2016, o número de protocolos para sincronização de IATF cresceu 5,1% no Brasil, ultrapassando 11 milhões. “O ministro Blairo Maggi compreende que a ampliação do uso da inseminação trará um impacto econômico muito grande para a pecuária brasileira, que precisa melhorar seus índices de reprodução, e prontificou-se a buscar formas dentro dos programas já existentes no MAPA para viabilizar o projeto de fomento da ASBIA.”, diz o presidente Sérgio Saud, que esteve acompanhado na audiência do deputado federal (PMDB/MT) Carlos Bezerra. Maggi já designou uma equipe técnica para coordenar a ação no MAPA.

Informações para a Imprensa | Grupo Publique
(11) 9.9382.1999 – assessoria@publique.com – com Priscila Pontes

(11) 9.7081.0561 – larissa@publique.com – com Larissa Rodrigues
(11) 9.8839.1991 – renato@publique.com – com Renato Ponzio
(11) 9.9105.2030 – carlos@publique.com – com Carlão da Publique