A agricultura produtiva do Nelore DI GENIO

Integração Lavoura Pecuária garante pastos de qualidade para o rebanho e rentabilidade com a venda dos grãos.

Referência em seleção e melhoramento da raça, com reprodutores nas principais centrais de inseminação do País, o Nelore DI GENIO adota a Integração Lavoura Pecuária (ILP) em suas propriedades para recuperar as áreas degradadas, utilizando o solo de maneira consciente e aproveitando o seu máximo.

O sistema foi implantado em duas fazendas do grupo, localizadas em Mato Grosso do Sul: Águas Claras, em Iguatemi, dedicada aos trabalhos de recria e  engorda; e Aimoré, em Juti, que concentra as atividades de cria e de seleção de Nelore PO a campo e onde são realizadas anualmente as Provas de Ganho em Peso a Pasto (PGPs), circuito interno para a identificação dos melhores reprodutores e das principais matrizes.

Ao aliar a atividade agrícola à pecuária, além de contribuir para a preservação do meio ambiente e a sustentabilidade do negócio, o criatório garante um pasto de excelente qualidade para o rebanho. E, de quebra, obtém rentabilidade com a venda dos grãos plantados, colhidos e armazenados na propriedade.

“A ILP faz parte do processo de produtividade das nossas fazendas. Usamos a agricultura de precisão para recuperar as pastagens degradadas e obter o máximo de retorno com os grãos, nessa região que tem solo fértil por natureza. Aproveitamos a colheita e a área que fica reformada, corrigida, dá origem a um pasto bonito. A qualidade do capim que a agricultura já está entregando para a pecuária é fantástica!”, afirma Antonio Aurico, Gerente do Nelore DI GENIO.

A exemplo dos trabalhos realizados com a pecuária, as atividades agrícolas do criatório também são feitas utilizando os melhores recursos tecnológicos, nas épocas corretas de plantio e com as variedades mais adequadas para a região, a fim de alcançar a meta de produtividade estabelecida.

“Com a proximidade da estação das águas, já iniciamos o plantio da safra de soja. Uma palhada de aveia foi feita para a cobertura do solo. Depois, virá o milho. Isso é fundamental para a agricultura: aproveitar ao máximo o momento certo, a época certa e as janelas corretas. Garantia de 100% de germinação”, observa Antonio Aurico.

Uma das estrelas do Centro-Oeste, a soja é o carro-chefe da ILP no Nelore DI GENIO, com um total de 1.000 hectares, sendo 600 na Fazenda Aimoré e 400 na Fazenda Águas Claras. E, para guardar a produção de grãos, o criatório dispõe de um silo com capacidade para armazenar até duas safras de soja, milho e aveia. Dessa forma, é possível esperar pela melhor cotação de preços e vender na melhor ocasião.

“Essa é mais uma etapa da lida do dia a dia no Nelore DI GENIO. Pecuária com respeito ao meio ambiente, com áreas de reserva. Corrigimos o solo e plantamos esses grãos que, além de trazerem um retorno financeiro muito bom, dão origem a uma pastagem de primeira para usarmos com esse gado de genética superior, que é exigente e que responde. Dessa forma, fechamos todo o ciclo produtivo”, assinala Antonio Aurico. E conclui: “Ao lado da pecuária, a agricultura também tem que ser produtiva no Nelore DI GENIO”.

Sobre o Nelore DI GENIO

Marca reconhecida na produção de touros eficientes, frutos de acasalamentos direcionados e de seleções que identificam promessas da raça, o Nelore DI GENIO também investe em um ótimo manejo e ambiente tranquilo e saudável em todos os espaços do criatório. Com forte pressão de seleção em fertilidade e habilidade materna nas fêmeas, e circunferência escrotal e ganho de peso nos machos, a genética DI GENIO mantém reprodutores nas principais centrais de inseminação do Brasil: LANDAU, LANCHUDO, ORÁCULO e ORPHEU, em coleta na CRV Lagoa; LOGAN, OLDPARR, EFEITO e OPOSITOR, na Alta; JOVEM, na Semex; e JAZIGO, na ABS. Vários touros do criatório foram selecionados pelo Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens (PNAT), como o NEPAL (2017) e o OBAMA (2018).

Com propriedades nos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rondônia, o Nelore DI GENIO participa das principais provas nacionais de ganho em peso a pasto e dos programas de melhoramento genético PMGZ/Geneplus e PAINT (CRV Lagoa), com o objetivo de produzir animais duplamente certificados. Todo esse trabalho reflete na excelente padronização dos animais.