ABAG, Abiove e Ibá: manifesto apoia Bolsonaro

A Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) e a Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ), entidades que representam empresas do agronegócio brasileiro com inserção no comércio internacional, publicaram neste fim de semana um manifesto repudiando a campanha ‘DefundBolsonaro’, um panfleto divulgado em nome de ‘índios e ambientalistas’, por considerá-la desrespeitosa e insuflar o radicalismo.
A carta (reproduzida abaixo) deixa claro a necessidade de se manter o diálogo constante, ao mesmo tempo demonstra surpresa com alguns participantes desse diálogo que, ao se alinharem à campanha internacional, “apenas realimentam uma polarização que a poucos interessa”.
Na verdade, ‘DefundBolsonaro’ é um vídeo de um minuto e sete segundos. Não há  assinatura de nenhuma pessoa, autoridade ou entidade conhecida. Apenas o próprio nome da tal campanha no fim. É um vídeo bem amador. Imagens recolhidas da internet e duas edições bem rudimentares: fumaça  e um foguinho sobre diversas regiões de  uma cidade. No início, uma voz de criança pergunta se estamos ouvindo o barulho da Amazônia pegando fogo. No fim, a pergunta: ‘De que lado você está? Da Amazônia ou do Bolsonaro?’.
A peça tem o objetivo claro de fazer oposição ao presidente brasileiro e intimidar empresas e empresários brasileiros e internacionais que desejarem investir em negócios dentro do nosso país. E traz um texto antiquado, com termos e mensagens socialistas de mais de um século, como ‘corporações parasitas’, ‘saque da Amazônia’, etc. E uma proposta aloprada: desapropriar o Presidente Jair Bolsonaro. Logicamente, este espaço não vai reproduzir o vídeo. E sim o manifesto da ABAG, ABIOVE e IBÁ:
abag