Nos últimos 30 anos a pecuária brasileira registrou seus maiores avanços produtivos. A idade de abate dos animais diminuiu de cinco para menos de três anos, o peso de carcaça aumentou de 16@ para 20@ e o Brasil passou da condição de importador a exportador de carne bovina para mais de 180 países.

“Investir em tecnologia, melhorar a sanidade, a nutrição e, principalmente, aumentar o rigor da seleção genética do rebanho são os pilares dessa evolução”, explica o criador Bento Abreu Sodré de Carvalho Mineiro, diretor da Fazenda Sant’Anna, em Rancharia (SP), que promove o 30º leilão anual da propriedade, dia 15 de setembro.

O evento tem início às 14 horas, com transmissão do Canal Terraviva e oferta 180 reprodutores, sendo 150 touros puros da raça Nelore e outros 30 divididos entre as raças Brahman POI e Gir Leiteiro POI. Segundo o criador, são exemplos de animais que respondem às necessidades da pecuária moderna, pois são selecionados totalmente a pasto.

Entrando um pouco mais a fundo na questão do melhoramento genético de bovinos nas últimas três décadas, Bento Mineiro destaca a importância atual do padrão racial dos touros e características funcionais, sejam eles Nelore, Brahman ou Gir Leiteiro. Possuir morfologia adequada é o princípio básico da produção pecuária no Brasil.

“As qualidades fenotípicas e funcionais são extremamente importantes, pois os touros têm de caminhar longas distâncias em pastagens altas, atrás de água, comida e da própria vacada. Animais com problemas de aprumo e umbigo estão fora do escopo da Fazenda Sant’Anna”, elenca o criador. Principalmente, o Brahman necessita de cuidado especial em relação a estes atributos.

A raça chegou ao Brasil em 1994, mas o gado importado do seu berço, os Estados Unidos, apesar da ótima carcaça, tinha graves problemas de aprumos e umbigo, devido às particularidades produtivas daquele país. Por este motivo, a propriedade recorreu a linhagens paraguaias e australianas, muito mais próximas da realidade brasileira.

O Brahman surgiu na Sant’Anna em 1996 para substituir o Brangus, que havia ingressado no plantel em 1986, raça sintética que mostrou à Bento e a seu pai, Jovelino Carvalho Mineiro, a quem sucede, os segredos da qualidade de carne. Antes da chegada dela, a preocupação era agregar rentabilidade com o rápido ganho de peso e de carcaça a campo.

“Descobrimos que não basta produzir boi. Ele precisa ser precoce ao abate, ter bom rendimento de carcaça e resultar numa carne mais macia e saborosa para o consumidor final. Esse foi o grande legado do Brangus para nós, que, inclusive, culminou, à época, em uma participação na conceituada rede de restaurantes Rubaiyat”, observa Bento Mineiro.

O Brahman permitiu produzir a mesma qualidade de carne com custo menor.“Um bom touro também precisa de fertilidade, rusticidade e tamanho mediano, sem que encolha muito. É importante depositar gordura rápido, mas precisa encurtar o ciclo produtivo ganhando peso adequado”, adverte Bento Mineiro, lembrando que as vacas também necessitam de ótima habilidade materna e facilidade de parto.

Mesmo o Nelore, cuja seleção iniciou na Sant’Anna em 1980, não está imune àquelas preocupações, porque produzir bons reprodutores é o compromisso da fazenda com a raça-matriz da produção de carne brasileira.

Em meio a tantas transformações da pecuária brasileira, nesses últimos 30 anos, a Fazenda Sant’Anna sempre correspondeu, e até mesmo antecipou algumas tendências, sendo pioneira no oeste paulista no plantio direto de soja, em 1995, integrando, com sucesso, agricultura e pecuária. Neste período, o plantel diminuiu e melhorou a qualidade genética, para produzir mais em menor área, justamente o que se busca hoje no setor.

A fazenda é pioneira no uso de ultrassom na avaliação de carcaça, tecnologia incorporada ainda em 1980. Junto com a Fapesp, financiou os projetos do novilho superprecoce e do Genoma do Boi, trabalho conduzido com maestria pela Unesp de Jaboticabal, em 2003, e emprega, há décadas, transferência de embriões e inseminação artificial em tempo fixo (IATF) na seleção do rebanho.

O diretor da Fazenda Sant’Anna ainda observa que nos Estados Unidos, reconhecido como uma referência mundial em pecuária de alto valor agregado, as propriedades de cria estão concentradas nos estados da Flórida, Texas e Califórnia, onde 80% dos bezerros são produzidos em fazendas com até 100 vacas. Não há vaqueiros para acompanhar os partos.

“Para tanto, a prioridade lá é peso ao nascer negativo, ou seja, bezerros que nasçam pequenos e permitam à vaca parir sozinha. Essa necessidade de rusticidade na cria é uma tendência que já está se confirmando no Brasil”, aponta Bento Mineiro. É neste ponto que a habilidade do selecionador é colocada em xeque, pois, apesar de nascer pequeno, o animal necessita crescer rápido para atingir o peso ideal de abate no tempo necessário.

Produtores de leite buscam agregar valor – Essa é uma inclinação do mercado que já vem impactando as fazendas leiteiras no Brasil. Para atender a demanda, a partir do plantel Gir Leiteiro POI, a propriedade lançou a marca Pardinho Artesanal, cuja sede fica na Fazenda Bela Vista, em Pardinho (SP), uma das unidades da Fazenda Sant’Anna.

“Hoje, a meta não é produzir volume e, sim, qualidade. Por isso buscamos uma seleção voltada à produção de sólidos totais, cujos resultados surpreendem e serão apresentados no nosso leilão”, relata. Leite com elevada taxa de sólidos rendem bonificações aos produtores nos laticínios.

Outro nicho de mercado interessante é a alta gastronomia, onde esse diferencial também se faz necessário, até mesmo, rendendo prêmios à empresa em vários concursos. A maior conquista aconteceu no Mondial du Fromage de Tours, realizado na França. Com seu principal produto, o queijo Cuesta, a brasileira Pardinho Artesanal ficou com a medalha Superouro, deixando para trás marcas de 15 outros países.

Cuesta, Cuesta Azul e Mandala são os produtos mais vendidos e têm permissão para serem exportados porque a Pardinho Artesanal possui SIF (Serviço de Inspeção Federal). “Os touros Gir Leiteiro à venda no 30º Leilão Sant’Anna são filhos e irmãos das vacas que estão produzindo esse queijo”, ressalta Bento Mineiro.

A seleção Gir Leiteiro iniciou em 2000, mesmo ano em que a Fazenda Sant’Anna conquistou o ISO 14001, certificação ambiental concedida pela International Organization for Standardization, umas das mais rigorosas do mundo. A Pardinho Artesanal nasceu em 2014.

“É uma honra participar deste grande salto produtivo. E nesta edição especial de 30 anos de leilões da Sant’Anna, diante de diversas demandas e mudanças do mercado, vividas até o momento, acredito que chegamos a um produto eficiente para o presente e o futuro da pecuária brasileira”, conclui

A ABCB Senepol realiza até o dia 7 de setembro o III Mega Encontro do S em breve. Quem visitar o evento poderá conhecer o local, que está sinalizado com uma placa indicativa das futuras instalações da entidade. O terreno foi doado em regime de comodato pelo Sindicato Rural de Uberlândia.

Segundo o presidente da ABCB Senepol Pedro Crosara, com o crescimento do número de associados, há necessidade de ter uma estrutura maior para atender a todos com excelência. “Nós últimos anos, ampliamos os serviços prestados com a implantação dos programas PMGS e de Certificação da Carne. Por isso, já se faz necessário pensar em ter local próprio, adequar-nos ao crescimento dos serviços prestados aos criadores em todo o Brasil”, destaca o presidente.

De acordo com ele, o projeto ficará na incumbência das próximas gestões da ABCB Senepol. “Um importante passo já foi dado pela atual diretoria, que tem trabalhado em linha com as futuras estratégias de crescimento da entidade”, finaliza.

Depois de ‘invadirmos’ todos os espaços da Expointer 2019, em Esteio, no Rio Grande do Sul, o Grupo Publique, com seus produtos Agência de Publicidade, Plataforma AgroRevenda e Plataforma Fala Carlão, já está on the Road again, agora no Oeste do estado de São Paulo, para acompanhar de perto o espetáculo chamado Leilão da Valônia.

O mega leilão anual da Carpa Serrana chega à 40ª edição, com a oferta de mais de 4,2 mil animais Nelore de genética superior. As vendas acontecerão nos dias 01 e 02 de setembro, a partir das 10h, no recinto de leilões da fazenda Cibrapa, em Barra do Garças (MT). O evento terá transmissão ao vivo pelo Canal Rural.

No primeiro dia do leilão, a Carpa colocará à venda 200 touros Nelore PO, 3.000 bezerros de corte e 800 Novilhas comerciais prenhes. No segundo dia do mega leilão, serão oferecidas 200 fêmeas Nelore PO. Todos os animais participam do Programa de Melhoramento Genética de Zebuínos (PMGZ), da ABCZ.

“O leilão Carpa Serrana envolve toda a cadeia produtiva da carne. Ele se destaca pela alta qualidade dos animais ofertados, como bezerros e fêmeas Nelore que estão prenhas e carregam animais diferenciados e bem avaliados. Esse é um gado com um diferencial, que é o padrão da Carpa, não só avaliação genética, mas também caracterização racial e conformação”, comenta Luis Otávio Pereira Lima, gerente de pecuária da Carpa Serrana.

O Mega Leilão Anual da Carpa Serrana será comandado pela Programa Leilões e Central Leilões. A assessoria técnica é de Carlos Marino e Guto Assessoria. Mais informações pelo e-mail marilia.correa@uspedra.com.br e no telefone (16) 3987-9003.

Leilões oficiais – Raça forte é raça valorizada e com criadores unidos. A valorização do Nelore depende de investimento e comprometimento. Oficializar leilões é reinvestir no próprio negócio. Os pecuaristas interessados em oficializar leilões podem entrar em contato com a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil pelo site www.nelore.org.br/leiloes ou pelos telefones (11) 3293-8900 e (11) 99145-2165.

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

Fala Carlão Série Especial Bradesco conversa no Estúdio Bradesco Fala Carlão da Expointer 2019 com o empresário Gilson Trennephol, Presidente da Stara. Uma conversa franca e divertida com um ser humano fantástico, exatamente no dia em que a Companhia completa 59 anos.

https://www.youtube.com/watch?v=z9DTGwfBtHI

 

Fala Carlão Série Especial Bradesco conversa no Estúdio Bradesco Fala Carlão da Expointer 2019 com Joel Queiróz de Lima, Diretor Geral do Bradesco no Rio Grande do Sul. E com ele encerramos as atividades do Estúdio Bradesco Fala Carlão.

https://www.youtube.com/watch?v=gcjzWIgefFk

 

A programação contará com curso sobre a raça, leilões, lançamento do Sumário de Touros e degustação de carne.

Começa nesta sexta-feira, dia 30, o III Mega Encontro do Senepol – Do Pasto ao Prato e a expectativa é atrair visitantes de todo o País até o dia 7 de setembro, no Parque de Exposições Camaru, em Uberlândia/MG. Este é o principal evento da raça, cujo uso na pecuária de corte nacional vem crescendo por apresentar alto desempenho na produção de carne. A organização é da Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol).

E para mostrar toda a qualidade e sabor da carne Senepol, neste ano, renomados churrasqueiros vão preparar churrasco no “Espaço Mundo do Senepol”, localizado no interior do parque. No domingo (1°), as “Braseiras”, grupo de mulheres que atuam profissionalmente no segmento da carne e na gastronomia, comandarão a churrasqueira, a partir das 18h. O evento é organizado pelo Núcleo Feminino do Senepol. Outro momento de degustação acontecerá no dia 3 de setembro, sob o comando da Ala Jovem Senepol. Neste dia, os especialistas em carne Premium Lucas Barcelos e Roberto Barcelos pilotarão a churrasqueira.

Quem passar pelo “Espaço Mundo do Senepol” ainda poderá ver a mostra de animais, que conta com 119 exemplares puros e 54 cruzados (meio-sangue Senepol) vindos de criatórios de vários estados, dentre eles Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Lançamento e curso- Uma das novidades desta edição do Mega Encontro será o “I Curso PMGS para Criadores – Com foco nas tecnologias para a evolução da raça Senepol”, que terá aulas práticas e teóricas nos dias 3 e 4 de setembro. As vagas esgotaram antes do previsto e o número de participantes será de 120 pessoas.

Outra novidade é o lançamento do Sumário PMGS de Touros 2019 que, pela primeira vez, trará as DEPs Genômicas, índice usado na seleção dos animais com o objetivo de multiplicar somente a genética dos melhores exemplares. Para a edição 2019, todas as características que já contam com DEPs (Diferenças Esperadas na Progênie) tradicionais também terão as DEPs Genômicas. A expectativa é que as DEPs Genômicas acelerem o avanço genético que a raça vem tendo desde que chegou ao Brasil, no ano 2000. “Será um divisor de águas para o Senepol, não só no Brasil como no mundo, pois, pela primeira vez na história da raça, teremos uma ferramenta genômica que poderá ser aplicada na seleção dos animais”, diz o presidente da ABCB Senepol, Pedro Crosara.

Na parte de negócios, serão realizados dois leilões. No dia 4 de setembro, acontecerá o Leilão Elite Senepol Paraíso & Convidados e, no dia 5 de setembro, o Leilão Reserva Central Senepol para os Amigos. Como todos os anos, o Mega Encontro do Senepol ocorre paralelamente à Exposição Agropecuária de Uberlândia – Camaru.

Sobre a ABCB Senepol – A ABCB Senepol é a entidade delegada do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) no Brasil para a execução do Serviço de Registro Genealógico da raça Senepol. A associação também conta com o Programa de Melhoramento Genético do Senepol (PMGS), composto por quatro pilares: Registro Genealógico, Provas Zootécnicas, Melhoramento Genético e Genômica. Referência mundial em seleção da raça, conta com um rebanho de mais de 100 mil animais registrados e reúne quase 700 associados em todo o País. Informações: www.senepol.org.br

As equipes do Grupo Publique, com seus negócios Agência de Propaganda, Plataforma AgroRevenda e Plataforma Fala Carlão, estão visitando, conversando e registrando os lançamentos de diversos parceiros e clientes durante a Expointer 2019. Labgard, Zoetis, Ourofino Saúde Animal, Belgo Arames, Biogénesis Bagó, Virbac, Boehringer Ingelheim, Laboratório Raça, DSM, Real H, Basso Pancotte. E tem mais por aí. Todo mundo tratando do relacionamento com as revendas e os distribuidores de insumos agropecuários e veterinários no Brasil inteiro.

A Publique levou à Expointer 2019 uma equipe completa, com nove integrantes, para acompanhar tudo da feira agropecuária mais emblemática do Brasil. Freio de Ouro, raças, parceiros, amigos, churrasco, negócios, confraternização. Agronegócio ‘na veia’ sob a batuta de Carlão da Publique e os profissionais Cairo e Felipe Rodrigues, Vera Varela, Riba Ulisses, Priscila Pontes, Marcia Benevenuto, Adriana e Paulo Bonani. Cobertura on line. Fique ligado!.

A 42ª edição da Expointer conta com quase quatro mil animais e, além dos julgamentos e Leilões, vai ter em sua programação o desfile dos campeões, palestras técnicas, feira da agricultura familiar e espetáculos artísticos. A Expointer começou no dia 24 de agosto e prossegue até 1º de setembro, mostrando mais de quatrocentas atrações, entre exibições de genética agropecuária, máquinas e implementos agrícolas, estandes de agricultura familiar, apresentações de música e dança que exaltam a cultura do campo. Os organizadores esperam que a comercialização supere os R$ 2,3 bilhões e o público alcance quatrocentas mil pessoas.

O Serviço Brasileiro de Certificações (SBC Certificações) está marcando presença na Expointer 2019. O Diretor Sérgio Ribas Moreira e o representante da empresa no Rio Grande do Sul, o Gustavo, estão conversando com amigos e clientes, além de prospectar novos negócios. Nesta quarta-feira à tarde, eles aproveitaram para conhecer o Estúdio Bradesco Fala Carlão, no Parque Assis brasil, em Esteio(RS).

A Expointer é reconhecida como um dos maiores eventos agropecuários do mundo e é considerada como a maior feira da América Latina a céu aberto. O evento recebe quase 400 mil visitantes durante os nove dias de feira, movimenta mais de R$ 2 bilhões em comercialização por edição e conta com a parceria da Labgard desde o ano passado, quando a empresa ergueu em tempo recorde um dos espaços mais bonitos do Parque Assis Brasil.

O Serviço Brasileiro de Certificações foi criado em 2002, em Botucatu (SP), para trabalhar com SISBOV na demanda de exportação de carne bovina à Europa. Hoje, a empresa é composta pelos renomados diretores Sergio Ribas e Luis Henrique Witzler, e é líder de mercado neste sistema, atuando em 30% das fazendas brasileiras certificadas, incluindo os grandes confinamentos do país, e aproximadamente dois milhões de animais por ano são rastreados pela empresa. Tem presença em onze estados brasileiros e escritórios regionais em Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, além de representante no Paraná e Espirito Santo.

Mantém sua Matriz em Botucatu (SP) e trabalha com mais de cinquenta colaboradores e auditores espalhados pelo país. A SBC é credenciada para as certificações SISBOV, Uso de Energia Renovável, Selo da Cadeia de Fornecimento e Protocolo Rúbia Galega. Possui acreditação ABNT NBR ISO/IEC 17065:2013 no escopo GLOBALG.A.P. em Frutas e Vegetais e Grãos.

 

Arrematado por R$ 24 mil, touro PACO DA DI GENIO foi o mais valorizado do evento. Os 13 animais do criatório registraram média de R$ 12.570.

Dentre os animais comercializados na última sexta-feira, dia 16, durante a 52ª Exposição Agropecuária de Aquidauana/MS, um lote chamava a atenção dos investidores presentes: com menos de dois anos de idade, peso de 783 kg, Circunferência Escrotal (CE) de 40 cm e DECA 1 para seis características, PACO DA DI GENIO foi vendido por R$ 24 mil e se tornou o mais valorizado do remate.

PACO é filho do JOVEM DA DI GENIO x LAPORTEA DA DI GENIO e irmão do PASSAPORTE DA DI GENIO, que foi candidato ao Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens – PNAT e está em coleta na Seleon. E já desponta como mais uma promessa do criatório.

Além de PACO, o Nelore DI GENIO vendeu outros 12 touros em lotes individuais no 18º Leilão Neloaqui.  Filhos de mães e pais do próprio criatório –  sendo quatro do LOGAN, quatro do INGLÊS, um do LANDAU, dois do LANCHUDO e dois do JOVEM -, os animais foram comercializados ao preço médio de R$ 12.570.

“Foi um leilão excelente. Os treze animais vendidos, avaliados com base no PMGZ e no PAINT, estão prontos para fazer touros e melhorar os rebanhos mais exigentes do País”, destaca Antonio Aurico, gerente do Nelore Di Genio.

Sobre o Nelore DI GENIO – Marca reconhecida na produção de touros eficientes, fruto de seleção e de acasalamentos direcionados que identificam promessas da raça, o Nelore DI GENIO também investe em um ótimo manejo e ambiente tranquilo e saudável em todos os espaços do criatório. Com forte pressão de seleção em fertilidade e habilidade materna nas fêmeas, e circunferência escrotal e ganho de peso nos machos, a genética DI GENIO mantém reprodutores nas principais centrais de inseminação do Brasil: LOGAN, LANDAU, LANCHUDO, ORÁCULO, ORPHEU, PATHFINDER e MALKAPUR, em coleta na CRV Lagoa; EFEITO e OPOSITOR, na Alta; JOVEM, na Semex; OUTLOOK e PRIME, na Accelerated Genetics; JAZIGO, na ABS; e PASSAPORTE, PORTENHO, PEGASUS e OLDPARR, na Seleon. Vários touros foram selecionados pelo Programa Nacional de Avaliação de Touros Jovens (PNAT), como o NEPAL (2017) e o OBAMA (2018). Com propriedades em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rondônia, o Nelore DI GENIO participa das principais provas nacionais de ganho em peso a pasto e dos programas de melhoramento genético PMGZ/Geneplus e PAINT (CRV Lagoa), com o objetivo de produzir animais duplamente certificados. Todo esse trabalho reflete na excelente padronização dos animais.