O 21º Leilão Fazenda 2 Irmãos – Prata Agropecuária & Convidados vai ser realizado no dia 25 de agosto, a partir das 11h, na Fazenda 2 Irmãos, em Tarabai (SP). Serão ofertados cerca de 180 animais de alto valor genético de duas raças bovinas e uma equina. Aos 88 anos, o pecuarista e titular da Prata Agropecuária, Antonio Renato Prata, está à frente da seleção dos touros e novilhas das raças Brahman e Nelore Mocho que serão ofertadas no pregão. O trabalho está sendo desenvolvido em conjunto com a nora, Adrianny, e a filha, Renata Prata. Em 2018, a Prata Agropecuária completa 56 anos de seleção de Nelore Mocho e 27 anos de seleção de Brahman, das variedades vermelho e baio. A fazenda também trabalha com cavalos Quarto de Milha, raça selecionada desde a década de 1970 com o objetivo de produzir animais de linhagem de trabalho e apartação. O 21º Leilão Fazenda 2 Irmãos – Prata Agropecuária & Convidados terá transmissão ao vivo pelo site da Prata (www.prataagropecuaria.com.br).

No próximo dia 1 de julho, em Guararapes (SP), vai ser realizado o leilão “Touros Terra Boa”, na Fazenda Terra Boa, do criador de Nelore e Brangus José Luiz Niemeyer dos Santos. A transmissão ao vivo vai ser pelo Canal Rural. 50 touros e 50 fêmeas Brangus, todos registrados. Animais avaliados pela ANCP, PMGZ e Qualitas. Ótima chance de adquirir animais com genética de qualidade, funcionalidade, desempenho e a garantia total Terra Boa!

A ABAG – Associação Brasileira do Agronegócio e a B3 – Brasil, Bolsa, Balcão promovem o Congresso Brasileiro do Agronegócio, no dia 6 de agosto, em São Paulo. Com o tema central Exportar para Sustentar, o evento reforça as discussões trazidas em edições anteriores, ampliando o debate sobre pontos importantes e em sintonia com o pensamento de um país mais aberto ao comércio internacional, seja na exportação como na importação.

Um dos objetivos do Congresso é apresentar uma avaliação o peso geopolítico do Brasil em relação à segurança alimentar e também energética do mundo, assim como propor soluções para melhorar a infraestrutura logística, cuja fragilidade interfere no desempenho do agronegócio brasileiro.

Para esta edição, já foram definidos os três painéis e a palestra inaugural (O Brasil e as Relações Comerciais no Mercado Internacional), cujos conferencistas serão anunciados brevemente. O primeiro painel Fontes de Financiamento para o Agronegócio vai discutir as alternativas de financiamento para o agronegócio nacional, tendo em vista que o setor deverá entrar no circuito dos aportes estrangeiros, principalmente nas áreas de infraestrutura e logística.

Assim, a compreensão de que os riscos geopolíticos do Brasil e da América do Sul passa por soluções e estratégias na área financeira para atrair capitais com longo prazo de maturação. O painel oferecerá uma visão de diferentes players do mercado, abordando as vantagens e desvantagens das diferentes opções de financiamento. O segundo painel Comércio Exterior: Limites e Oportunidades irá avaliar como o Brasil se posicionará em um cenário internacional, cujas negociações estão cada vez mais difíceis, já que nenhum país quer abrir mão de sua segurança alimentar, com a importação de mais produtos.

Por fim, o último painel, denominado 2019: Novo Governo e Prioridades, mostrará que a manutenção do equilíbrio macroeconômico com a continuidade das reformas da previdência, tributária e política deve estar na agenda de prioridades do novo governo. É preciso investir em tecnologia e mão de obra para ganhar competitividade. O agronegócio precisa estar atualizado e moderno para continuar em crescimento e ajudar o país a se desenvolver, além do que seu papel é vital para a segurança alimentar.

Além dos debates, o Congresso Brasileiro do Agronegócio também prestará algumas homenagens, por meio dos seus já tradicionais prêmios. Para este ano, no Prêmio Norman Borlaug, a escolhida foi a consultora em Biossegurança e Biosseguridade, Leila dos Santos Macedo e para o Prêmio Ney Bittencourt de Araújo, foi o Presidente da CNA – Confederação Nacional da Agricultura, João Martins da Silva Junior.

A expectativa da ABAG e B3 é receber aproximadamente 800 pessoas, um seleto público formado por empresários, executivos de empresas, gestores públicos ligados ao agronegócio, além de especialistas, consultores, lideranças setoriais, pesquisadores, produtores rurais e profissionais dos vários segmentos da cadeia produtiva do agronegócio.

SERVIÇO

Congresso Brasileiro do Agronegócio Abag e B3 – Exportar para Sustentar

Data: 6 de agosto de 2018

Horário: das 8hs às 19h00

Local: Sheraton WTC São Paulo Hotel

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site www.cbaabagb3.com.br

 

Campo Grande (MS) sedia mais uma vez, entre os dias 7 e 9 de agosto, no auditório do Sindicato Rural, o REPGEN, evento que reúne o Simpósio de Reprodução em Gado de Corte e o Workshop de Genômica e Melhoramento Animal. Realizado pela Embrapa e parceiros, com organização da Personal Pec, o encontro trará informações recentes sobre reprodução e genômica para produtores, técnicos, especialistas e acadêmicos. “Enquanto houver a necessidade de atingirmos melhores índices de produtividade e novas ferramentas e metodologias surgirem, o evento apresentará novidades ao público”, destaca uma das organizadoras do REPGEN, Fabiane Siqueira, pesquisadora da Embrapa. A melhorista conta que nos últimos dez anos, por exemplo, muito se discutiu sobre a técnica de seleção genômica e métodos para se implementar o uso em larga escala. Entretanto, atualmente, “o que se discute é a ampliação do uso da tecnologia e a obtenção de informações fenotípicas geradas com maior confiabilidade e antecipação”. Nesse último ponto, segundo Siqueira, os estudos trouxeram maior segurança aos produtores para o uso da genômica a campo, por meio de seus resultados positivos. No dia 9, quinta-feira, os participantes do REPGEN perceberão isso em palestras voltadas à temática, como “ferramentas genômicas, um vasto campo além das DEPs” e “combinando biotecnologias reprodutivas com tecnologias genômicas para potencializar o progresso genético do rebanho”, ministrada por Laercio Ribeiro Porto-Neto, doutor em genética molecular e pesquisador da CSIRO Agriculture & Food/Austrália, organização de pesquisa australiana. Porto-Neto é um dos destaques da programação e virá à Capital somente para palestrar no evento, que contará também com especialistas das universidades de São Paulo (USP), Viçosa (UFV), Estadual Paulista (UNESP), Mato Grosso do Sul (UFMS), Uberlândia (UFU), Santo Amaro (Unisa) e Anhanguera-Uniderp e empresas como Lageado Biotecnologia e Pecuária, Alta Genetics do Brasil, RG Genética, DeltaGen e Sekita Agronegócios.

Minicursos – O primeiro dia de evento, 7, é reservado a minicursos que acontecem simultaneamente. Um deles abordará a edição gênica e sua aplicação, com Luiz Sergio de Almeida Camargo da Embrapa (MG). O outro, o manejo reprodutivo, as tecnologias aplicadas à reprodução e as novas tendências estratégicas para incremento da taxa de desmama, com Gustavo Guerino Macedo da Universidade Federal de Uberlândia (MG).

Simpósios – Reprodução e Genômica – O dia 8, quarta-feira, terá enfoque técnico, em aplicações e estratégias para o emprego de novas biotecnologias reprodutivas. Ao final da manhã e da tarde mesas redondas com a presença de pesquisadores para discutir temas relacionados à reprodução bovina. A quinta-feira, 9, como mencionada, será direcionada à genômica aplicada a gado de corte. Com inscrições feitas pela internet, o REPGEN tem apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Movimento Nacional de Produtores (MNP), Programa Geneplus e Sindicato Rural de Campo Grande (MS), com patrocínio: Zoetis, Ouro Fino, Romancini, Select Sires, Neogen, Semex, Biovet, Neovet e ST Repro, Tairana, C.O.R.T. Genética Brasil e Gran Beef.

SERVIÇO

Data: 7 a 9 de agosto de 2018
Horário: 8h30 às 18 horas
Local: Sindicato Rural de Campo Grande (MS)
Informações: www.repgenms.com.br

Nesta quinta-feira, dia 28 de junho, tem mais um episódio inédito do Programa Fala Carlão no Canal Rural, a partir das 20h30m. O assunto é o terceiro episódio de conversas, papos e entrevistas durante o 8° Workshop de Genômica Aplicada, organizado pela Neogen em Araçatuba (SP) e que reuniu pecuaristas, técnicos, acadêmicos e pesquisadores nacionais e internacionais.  Programa Fala Carlão no Canal Rural. Hoje, quinta-feira, dia 28, a partir das 20h30m. É o Brasil que dá gosto de ver!

O evento será realizado nos dias 23 e 24 de julho, no Sheraton WTC Hotel, em São Paulo. Importantes entidades ligadas a cadeia produtiva do agronegócio no Brasil já se movimentam para mais uma edição do Global Agribusiness Fórum (GAF). O evento é considerado um dos maiores e mais respeitados no agronegócio mundial. Entre os realizadores está a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), que participará dos debates em torno do futuro da pecuária e os avanços no processo de melhoramento genético do rebanho brasileiro.

“Entendemos a importância desse evento para disseminarmos todos os investimentos que têm sido feitos com foco no melhoramento genético dos animais. Nosso destaque vai para o projeto de aplicação da seleção genômica, que representa um grande avanço nesse contexto, e causa impacto diretamente na produção de carne e leite no Brasil”, ressalta Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, presidente da ABCZ.

O assunto vai ao encontro do debate central do evento, que traz como tema ‘A ciência do campo a serviço do planeta: a ação é agora’. “Não há como falar sobre ciência e preocupação com o meio ambiente, sem falarmos de melhoramento genético na pecuária. Desenvolver uma seleção do rebanho mais assertiva está diretamente ligado a tudo isso. A partir do momento que o pecuarista tem animais naturalmente melhores em produção de carne e leite, a pecuária sustentável é muito mais fácil de ser desenvolvida”, afirma Borges.

O evento que será realizado nos dias 23 e 24 de julho, no Sheraton WTC Hotel, em São Paulo (SP) é promovido pela Sociedade Rural Brasileira (SRB), em conjunto com a Associação Brasileira de Produtores de Milho (Abramilho), pela MAIZALL, em conjunto com a Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), e também a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), além do Fórum Nacional Sucroenergético, e da DATAGRO Consultoria.

Para saber mais acesse: http://www.globalagribusinessforum.com/pt-br//

 

O ciclo de Simpósios DSM de Confinamento 2018 encerrou com participação de mais de 2 mil produtores rurais e consultores em 13 etapas de abril a junho nas principais praças de confinamento do País, em nove Estados (SP, TO, RO, MT, MS, MG, GO, PA e MA). Realizados pela Tortuga®, marca da DSM de suplementos nutricionais para bovinos, equídeos e pequenos ruminantes, estes eventos difundiram informações técnicas e de mercado para auxiliar o processo de planejamento dos confinadores antes fechamento dos animais para a engorda, com foco no máximo desempenho zootécnico e nos mais altos índices de produtividade e rentabilidade.

Além dos especialistas e executivos da DSM, os eventos tiveram a presença de palestrantes renomados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade São Paulo (Cepea-Esalq/USP), de consultorias e de empresas parceiras. “Os Simpósios, no primeiro semestre, são uma ferramenta de compartilhamento de informação importante para os pecuaristas se prepararem para as tomadas de decisão no planejamento do confinamento, pois este sistema produtivo envolve muitos detalhes e, neste caso, a aplicação de tecnologia de ponta na dieta dos animais tem se provado uma grande aliada para ampliar a produtividade e a rentabilidade dos produtores”, conta o gerente de categoria Confinamento da DSM, o zootecnista Marcos Baruselli.

Sobre o conteúdo técnico, os palestrantes falaram sobre as tecnologias usadas na alimentação dos bovinos confinados, intensificação da pecuária, manejos nutricional e sanitário, gestão da informação, mecanização do processamento e fornecimento de alimentos, entre outros. Dos temas de mercado, foram abordadas questões do setor de carnes e de insumos, como perspectivas, desafios, tendências, cenários, entre outros.

Tecnologia provada que gera 1@ a mais por bovino confinado – Nos Simpósios, os pecuaristas também tiveram oportunidade de saber mais sobre os diferenciais das tecnologias CRINA® e RumiStar™ incluídas nos suplementos da linha Fosbovi® Confinamento, da Tortuga®. Nos eventos, foram apresentados os resultados das edições do Tour DSM de Confinamento, que envolve a análise dos índices zootécnicos do gado engordado em vários confinamentos do País e que comprovou gerar, em média, uma arroba a mais por bovino confinado. “Com o ganho adicional de uma arroba a mais por bovino, o pecuarista tem como resultado o equivalente a um animal a mais a cada 18 bovinos confinados”, contabiliza Baruselli.

Mas, além do ganho de peso adicional e do encurtamento do ciclo da pecuária, outros benefícios comprovados das tecnologias da Tortuga® na dieta dos bovinos confinados citados por Baruselli são: melhor eficiência alimentar, sem registro de problemas digestivos, gastrointestinais ou timpanismo; rápida adaptação dos animais; menor taxa de refugo de cocho; aumento do consumo de ração desde os primeiros dias de confinamento; eficiência na digestão, com maior digestibilidade do amido do milho; e menor incidência de animais com laminites e acidose.

DSM – Bright Science. Brighter Living.™ – A Royal DSM é uma empresa global baseada na ciência, com atividades nas áreas de saúde, nutrição e materiais. Ao associar suas competências sem igual em Life Sciences e Materials Sciences, a DSM gera prosperidade, progresso ambiental e avanços sociais para criar valor sustentável para todos os envolvidos. A DSM oferece soluções inovadoras que alimentam, protegem e melhoram o desempenho em mercados mundiais como alimentos e suplementos dietéticos, cuidados pessoais, rações, dispositivos médicos, peças automotivas, tintas, componentes elétricos e eletrônicos, proteção da vida, energia alternativa e materiais biológicos. A DSM e suas empresas associadas têm vendas globais de 8,63 bilhões de euros, com mais de 21 mil funcionários. As ações da empresa são negociadas na Euronext Amsterdã. Mais informações estão disponíveis em www.dsm.com/latam.

Sobre a Tortuga, marca da DSM – Desde abril de 2013, Tortuga passou a ser marca da DSM. A DSM comercializa a linha de produtos Tortuga no Brasil e em 17 países da América Latina, com a exclusiva tecnologia dos Minerais Tortuga, atendendo às exigências de empresários rurais que trabalham na pecuária. Desde sua origem a marca Tortuga tem contribuído decisivamente para o progresso da produção animal do Brasil, tendo introduzido, de forma pioneira, novos conceitos de suplementação nutricional e vitamínica e outras tecnologias indispensáveis para o aumento da produtividade. Com a aquisição da Tortuga, a DSM passou a ser a maior indústria de suplementos nutricionais para animais no Brasil. Mais informações em www.tortuga.com.br.

 

Quem não quer ganhar fazendo compras? Esse é o mecanismo dos chamados programas de relacionamento que, a cada dia, conquistam tanto consumidores quanto vendedores. Também conhecidos como programas de fidelidade, convertem basicamente os valores gastos em pontos, que podem ser trocados por produtos ou serviços.

Transformar um cliente em consumidor fiel é uma conquista e, ao implantar esse tipo de mecanismo, as empresas podem ter diversos benefícios, como se diferenciar da concorrência, aumentar a frequência de compra dos consumidores e, consequentemente, do tíquete médio.

Trata-se de uma relação de ganha-ganha: os vendedores se sentem recompensados por atingirem as suas metas, os clientes recebem de volta parte do dinheiro investido em forma de benefícios e as empresas conhecem os hábitos de consumo, as preferências de clientes e podem, assim, personalizar ações de vendas e campanhas. Afinal, manter clientes fiéis ao negócio aumenta a base de vendas.

Pensando nisso, a UCBVET, empresa de saúde animal, decidiu unificar todas as suas campanhas de premiações em um único local e lançou a UCBVET Fidelize: uma plataforma de resgate de brindes que tem como objetivo premiar tanto a equipe de vendas como também os clientes e parceiros. As moedas são chamadas de Vet Points e, ao serem acumuladas, podem ser trocadas por vários tipos de prêmios, como eletroeletrônicos, roupas, perfumaria, itens para casa e viagens. Cada Vet Point equivale a R$ 1.

“Na UCBVET, temos a constante preocupação de reconhecer o esforço do colaborador e a parceria dos clientes, e a plataforma surgiu com o objetivo de tornar as nossas campanhas mais ágeis. Nela, tanto os clientes quanto os vendedores conseguem rapidamente resgatar as premiações. Acreditamos que a rapidez na entrega do brinde seja um estímulo positivo para o engajamento na campanha. O fato de eles estarem acumulando pontos dentro do site estimula-os a participar porque, quanto mais pontos, melhor é o brinde que conseguem resgatar”, afirma Karina Kowalesky Gabarra, gerente de Marketing de Animais de Companhia da empresa.

A plataforma dá apoio a várias campanhas que já estão acontecendo, como a “Liga dos campeões UCBVET 2018” para a equipe de vendas, e campanhas para o Trade, como as do programa Parceiro Forte.

Para os clientes, as campanhas são customizadas, visando ao sell-out  deles, ou seja, à venda feita ao cliente final. “Realizamos as campanhas de forma estratégica, analisando giro do estoque, sazonalidade de produto e oportunidades de mercado”, conta Karina. “O que é interessante na plataforma UCBVET Fidelize é que eles podem escolher a premiação que quiserem. Temos desde grandes lojas de e-commerce até viagens e experiências. Percebemos que a preferência da maioria é por aparelhos de TV, celulares e viagens”, comenta.

Os representantes comerciais da empresa também acumulam pontos quando participam de cursos ou treinamentos por intermédio da plataforma de Ensino à Distância (EaD) da Universidade UCBVET, iniciativa da empresa para desenvolver os seus profissionais e estender os conhecimentos técnicos e comerciais para os revendedores.

“Os cursos também rendem pontos, que são creditados na plataforma. Objetivo é reconhecer o engajamento da nossa equipe frente às propostas da empresa”, afirma Karina Gabarra.

Sobre a UCBVET – Fundada em 1917, a indústria farmacêutica centenária UCBVET atua em todo o território nacional e exporta para países da América Latina, África e Oriente Médio. Possui uma unidade industrial em Jaboticabal e uma unidade de negócios em Ribeirão Preto, ambas no interior de São Paulo. Sua equipe é composta por profissionais altamente qualificados, incluindo  médicos-veterinários, farmacêuticos, químicos, biólogos e zootecnistas. Atualmente, tem no portfólio 57 produtos em 106 apresentações, destinados ao tratamento de cães, gatos, bovinos, suínos, ovinos, caprinos, equinos e aves. São antimicrobianos, anti-inflamatórios, analgésicos, antitóxicos, reconstituintes orgânicos, endectocidas, endoparasiticidas, ectoparasiticidas e hormônios. Mais informações em www.ucbvet.com

Prepare-se para acompanhar o Global Agribusiness Forum – GAF 2018, o grande evento do agronegócio mundial, nos dias 23 e 24 de julho, gratuitamente e sem precisar sair de casa ou do escritório. Basta entrar no site globalagribusinessforum.com/pt-br//. Clicar no botão “ao vivo”. Preencher o campo com seus dados pessoais e aguardar o link da transmissão que você receberá no dia do evento.

Não é fácil? O maior evento do agro mundial vai reunir importantes líderes, cientistas e pesquisadores, dos setores público e privado, para discutir os temas mais relevantes do segmento hoje e no futuro. Estão confirmados nomes como Roberto Jaguaribe, presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil); Alan Jorge Bojanic, representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) no Brasil; Maurício Antônio Lopes, presidente da Embrapa; Paulo Herrmann, presidente da John Deere; Fernando Galletti de Queiroz, CEO da Minerva; Márcio Félix, secretário executivo do Ministério de Minas e Energia; Jason Clay, vice-presidente sênior, mercados e alimentação do World Wildlife Fund (WWF), entre outros.

Não perca! Dias 23 e 24 de julho, no Hotel Sheraton WTC. E pelo site globalagribusinessforum.com/pt-br//

O GAF é realizado pela SRB (Sociedade Rural Brasileira), representante do setor agrícola no Brasil, defendendo produtores de todas as culturas e pecuaristas, em conjunto com a ABRAMILHO (Associação Brasileira de Produtores de Milho), representante oficial do Brasil na International Maize Alliance (MAIZALL), a ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), com a missão de promover o aumento sustentável da produção mundial de carne e leite, através do registro genealógico, melhoramento genético e promoção das raças zebuínas, a ABRAFRUTAS (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados) representando a fruticultura brasileira frente ao mercado internacional, Fórum Nacional Sucroenergético, entidade que reúne todos os sindicatos e associações dos Setores de Açúcar e Etanol no Brasil, MAIZALL, cujo objetivo principal é de colaborar em uma base global e abordar as principais questões relacionadas com a segurança alimentar, biotecnologia, gestão, comércio e imagem do produtor, e a DATAGRO, uma das maiores empresas de consultoria agrícola do mundo.

 

Representantes das principais centrais de coleta do País estiveram neste mês na Fazenda Canaã, propriedade da Genética Aditiva, em Terenos (MS), com o objetivo de escolher novos reprodutores para integrar as suas baterias. Como resultado, 16 touros foram contratados pela CRV Lagoa, ABS Pecplan, Semex, Alta Genetics e Select Sires, que logo entrarão em coleta, oferecendo ao mercado de todo o País a genética de qualidade da empresa, que trabalha na seleção de Nelore há mais de 30 anos.

Cynthia Vieira, gerente comercial da Genética Aditiva, acompanhou a apartação dos animais e comemorou as contratações. “Foi uma difícil escolha para as centrais, o que mostra que a qualidade da nossa safra aumenta a cada ano”, afirma.

Todos os touros selecionados são precoces e entraram em puberdade entre 11,27 e 15 meses de idade. E três deles – REM Futuro FIV (Caballero x Vokolo), REM F22 FIV (Armador x Backup) e REM Fantástico (Vokolo x Sagres) são candidatos ao Programa de Reprodução Programada (RP) da Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores – ANCP, Teste de Progênie de Touros Jovens que tem como objetivo disseminar o sêmen de machos jovens geneticamente superiores e com biótipo interessante para o maior número de rebanhos possível. Atualmente, a Genética Aditiva contabiliza mais de 40 touros em centrais.

REM Framework, filho do Cordel, e REM Full Speed, filho do Vokolo, foram os animais selecionados pela Select Sires. Já a ABS Pecplan escolheu três touros para o seu plantel: REM Falcon FIV, filho do Caballero, REM Figurão, filho do Caldonegro – número 1 absoluto do Sumário do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ) da ABCZ no ranking 2018/1 e o primeiro a conquistar a marca histórica com a liderança dupla nos sumários PMGZ e ANCP – e REM Fabuloso, filho do Armador e neto do Torixoréu, considerado um dos divisores de água no melhoramento genético brasileiro. “Estamos levando três opções de linhagem, que vão ingressar na central de imediato. Com certeza, esses animais têm muito a contribuir para a pecuária, principalmente na questão da fertilidade. São precoces, identificados entre 14 e 16 meses, superiores para desempenho em ganho de peso, tanto à desmama quanto ao sobreano, e em acabamento de carcaça. Fiquei muito feliz com a escolha”, fala Gustavo Morales, gerente de produto Corte Zebu da empresa.

A contratação faz parte de um trabalho de parceria iniciado pela ABS com a Genética Aditiva há três anos. “Nos últimos dois sumários, tivemos a felicidade de ter com a gente o Caldonegro, líder dos principais sumários da raça. Continuamos vindo aqui em busca de animais melhoradores e não foi fácil escolher no meio de tanta qualidade”, ressalta Gustavo.

A Semex  reforçou a sua bateria com dois novos touros: REM F18, filho do Caballero, e REM Fiat, do Allon. “Levamos em consideração vários fatores, como a avaliação genética. Os dois são DEPs genômicas, são filhos de mães superprecoces, são elite nas avaliações intrarrebanho na Genética Aditiva, enfim, ficamos bastante satisfeitos com a seleção dos animais”, conta Antônio Carlos Sciamarelli Júnior, gerente de Produto de Corte da Semex.

Três animas foram escolhidos para coleta pela CRV Lagoa: Rem Fox e REM Fuzil, filhos do Caballero, e Rem Fantástico, filho do Vokolo. “Estes touros impressionam muito não só pela avaliação genética, mas também pela harmonia de carcaça e funcionalidade. São animais de muito bons aprumos, ossatura, conjunto de carcaça bem harmônico, e que vêm ao encontro do que a gente está procurando”, ressalta Caio Tristão, gerente de Produto Corte Zebu da CRV.

Por sua vez, a Alta Genetics selecionou seis animais para integrar o seu catálogo: REM Formoso, REM Fuzileiro e REM F22 FIV, filhos do Armador e netos do Torixoréu; REM Futuro FIV e REM Fort, filhos do Caballero; e REM Fuscão, filho do Vokolo. Rafael Oliveira, Gerente de Produto Corte Zebu da Alta, disse ter ficado impressionado com a qualidade da safra 2016. “Trabalho há oito anos com touros da Genética Aditiva e, a cada ano que passa, a qualidade aumenta muito em racial, estrutura, em avaliações genéticas consistentes. Selecionamos seis touros nesse ano, todos com muita qualidade, força genética, precocidade sexual, que é o que a gente sempre busca para oferecer aos nossos clientes”, afirma. “E quem vier ao Mega Leilão da Genética Aditiva, vai poder levar essa qualidade fantástica. Tenho certeza de que os clientes que buscarem essa genética ficarão muito satisfeitos”, informa.

Realizado anualmente, o Leilão Genética Aditiva e Convidados será realizado no dia 4 de agosto, na Terra Nova Eventos, em Campo Grande (MS), e terá a oferta de 355 touros avaliados Top 0,1% a 5%. “Vai ser uma grande oferta, com muitas opções para os compradores de rebanho PO e comercial. A partir desse ano, todos os animais dos leilões terão registro definitivo pela ABCZ”, anuncia Cynthia Vieira.

O diretor da Genética Aditiva, Eduardo Coelho, também informou estar muito satisfeito com a relação com as Centrais e com o profissionalismo das mesmas.

GENÉTICA ADITIVA – Com mais de 30 anos de seleção, a Genética Aditiva é a maior fornecedora de genética bovina do País, com um rebanho de 6.200 cabeças e, aproximadamente, 3.000 matrizes em reprodução. Tem seus animais avaliados por três diferentes programas de melhoramento: Geneplus, ANCP e PMGZ. E um rigor no sistema de seleção que vem garantindo os primeiros lugares nos sumários de touros dos programas de que participa, além de reconhecimentos, como o Prêmio “As Melhores da Dinheiro Rural”, na Categoria Genética Nelore. O rebanho da Genética Aditiva fica concentrado em propriedades de Mato Grosso do Sul. Além da raça Nelore, a empresa atua com excelência na seleção de Gir Leiteiro, Girolando e Cavalo Crioulo.